Brasil tem um histórico de descaso com essa parte da população e trata o envelhecimento de forma negativa

A Central Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos (CNAPI) que atua na defesa e na representatividade da categoria no Brasil, diz que: falta respeito e consideração aos idosos aqui no país. Estes cidadãos que trabalharam e colaboraram com  progresso desta nação precisam de políticas públicas voltadas a terceira idade, estes aposentados, pensionistas e idosos movimentam a economia do país com suas remunerações. E agora os governos querem dizer que a crise "por eles criada", é de responsabilidade dos idosos aposentados, trazendo a PEC 287 para mexer num direito conquistado com muito trabalho e esforço destes homens e mulheres ao longo de suas vidas. Na data alusiva ao dia da Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, a entidade pede medidas que de fato respeitem os idosos brasileiros com dignidade.

 Para o ex-ministro e membro da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA, Paulo Vannuchi, o Brasil tem um histórico de descaso com essa parte da população e trata o envelhecimento de forma negativa. "Enquanto em outros países se respeita o idoso, no Brasil se faz o contrário, repete-se que 'as pessoas estão envelhecendo, então tem que mudar a Previdência'. Tá errado. Que bom que as pessoas estão vivendo mais. Portanto, não temos que mudar a Previdência, mas sim, a cabeça da sociedade e valorizar a pessoa mais experiente", afirma Vannuchi, em sua coluna na RBA.

Desde 2003 o Brasil tem o Estatuto do Idoso, mas, segundo o ex-ministro, a lei ainda está longe de ser aplicada completamente. Segundo dados do Disque 100, da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, mais de 32 mil sofreram violência em 2016. 

Com informações da RBA