500 maiores devedores da previdência devem R$ 426 bilhões

Entre os grandes problemas estruturais da Previdência Social estão os devedores, denunciados há tempos pela COBAP. A Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) estudou e classificou 32.224 empresas que mais devem, e constatou que apenas 18% são extintas. A grande maioria (82%) está ativa. 

 

São, portanto, milhares de devedores da Previdência Social, que incluem bancos públicos e privados, governos estaduais, prefeituras municipais, empresas aéreas, empresas estatais, grandes hospitais públicos e privados, empresas multinacionais, clubes de futebol, entidades “filantrópicas” (lucrativas), Cooperativas, grandes Empreiteiras, Empresas Prestadoras de Serviços, Indústrias, e muitas outras empresas e instituições de todos os segmentos econômicos do Brasil.

 

A morosidade da Justiça, a complexidade da legislação tributária brasileira além dos programas de parcelamento do governo são os principais fatores que explicam a alta dívida previdenciária no país. Falta, pois, ADMINISTRAÇÃO e FISCALIZAÇÃO!
 

Se pegar todas as empresas que devem mais de 100 mil reais chega-se a uma quantia superior a um trilhão de reais. Com esse dinheiro a Previdência ficaria muito bem financeiramente e os aposentados e pensionistas poderiam recuperar suas perdas salariais que já somam mais de 86%.

 

A COBAP realizou uma pesquisa de informações e obteve uma lista dos 500 maiores devedores com os nomes, CNPJ e os valores das dívidas. Esses 500 maiores devedores devem R$ 426 bilhões aos cofres da Previdência Social.

 

É um absurdo que, além do Governo desviar muito dinheiro da Previdência para pagar os juros da dívida pública do Estado (através da Desvinculação das Receitas da União - DRU, desoneração da folha, desvios orçamentários, etc.), ainda temos esse triste quadro de devedores sem que o Governo tome qualquer atitude forte no sentido de cobrá-los e também penalizá-los.

 

A COBAP defende que a PGFN (Procuradoria Geral da Fazenda Nacional) crie uma Força Tarefa e criem também Varas Federais Especializadas para executar e cobrar os grandes devedores.

 

 

Assessoria econômica da COBAP