Salário Mínimo fica abaixo dos mil reais.

Salário Mínimo de 2019 é R$ 8,00 menor do que o valor aprovado no Congresso Nacional (cuja aprovação foi de R$ 1.006 para o Orçamento deste ano).

Com esse reajuste, o salário  passa de R$ 954,00 para R$ 998,00. O novo valor já está em vigor e foi publicado na terça-feira (1º), em decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro. 

Recentemente, o reajuste do salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal foi de R$ 33,7 mil para R$ 39,3mil. Esta diferença mostra a desigualdade vivida no país. Enquanto os mais pobres, os aposentados e pensionistas que contribuíram tanto para a nação, sobrevivem de um salário mínimo (com um reajuste de R$ 44,00 mensais -  um aumento de  4,61%), outras categorias que tem o piso salarial muito elevado recebem mais de 15% de reajuste, entre outras benesses vinculadas aos seus vencimentos.

Os aposentados e pensionistas que recebem o mínimo e já estavam programados para um valor acima dos mil reais sentirão a falta desses R$ 8,00 no seu custo mensal.

A diferença que parece pequena para quem recebe acima dos 4 salários, para o idoso que precisa sobreviver com apenas um salário mínimo,  é uma diferença percebida na sua mesa, na compra de seus remédios, nos  custos com moradia, entre outros.

Neste ano este aposentado terá R$ 96 a menos em seu orçamento. No mês, os R$ 8 impactam, por exemplo, em 5kg de açúcar, ou ainda 2kg de feijão, dependendo a região ou estado em que este aposentado vive, ou melhor ... sobrevive.