Plenária em Aparecida constrói novas estratégias de luta para o movimento

Iburici Fernandes compõe a mesa representando a CNAPS e a FEAPESC

Após a Missa em Homenagem aos Aposentados, realizada na manhã do último domingo (27), no Santuário Nacional de Aparecida (SP), dirigentes e lidenças do movimento dos aposentados se reuniram no auditório Padre Noé Sotillo, no subsolo da Basílica, para debaterem sobre as principais demandas da categoria e estratégias de lutas para 2019. 

 

                 O presidente da COBAP, Warley Martins, abriu o evento manifestando expectativa de novas construções para os desafios do movimento. "É imprescindível que estejamos juntos para construir estratégias de luta que efetivem melhorias para os aposentados, pensionistas e idosos. A COBAP é resultado da união entre federações e entidades de base, e nesses encontros temos a oportunidade de conhecer e reforçar as demandas dos aposentados brasileiros", afirmou.

 

                  Lideranças de Federações e Entidades de Base defenderam intensificar as mobilizações contra a política de reajuste das aposentadorias acima do salário mínimo, que há décadas reduz o poder de compra dos aposentados e aumenta a desigualdade social, uma vez que o reajuste dos benefícios não acompanha o índice de reajuste do salário mínimo. Os dirigentes salientaram também a necessidade da elaboração oficial da proposta dos aposentados para a reforma da Previdência, que ameaça retirar direitos fundamentais dos trabalhadores e aposentados.

 

                    Além do presidente da COBAP e vice-presidente da CNAPS Warley Martins, participaram da mesa o presidente da Central (CNAPS) Iburici Fernandes que também é Presidente da FEAPESC (Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas de Santa Catarina), o Presidente do CODEL, Osório Diesel; a secretária da Mulher da COBAP, Tânia Herrera; a dirigente do CSP Conlutas, Márcia Azevedo; o presidente da CGTB, Ubiraci Dantas; o assessor do deputado estadual Márcio Nakashima, Paulo Martins; os presidentes das federações de Minas Gerais, Robson Bittencourt e de São Paulo, José Veiga; e os representantes das federações da Bahia, José Carlos Bispo; de Sergipe, Alealdo Hilário; do Rio Grande do Norte, Silberto Silva; de Alagoas, Gildo Arquimínio; de Pernambuco, Tim Maia; de São Paulo, Antonio Alves; do Rio de Janeiro, José Carlos Vieira e do Rio Grande do Sul, Carlos Olegário. Além dos estados representados na mesa, que também foram representados por pronunciamento de dirigentes das entidades de base, lideranças do Espírito Santo  contribuíram com a plenária.

com informações da Cobap